Replicação do SQL Server para o MySQL: Parte 03


Olá pessoal. Neste artigo vamos dar continuidade à seqüência de passos necessários para montar a replicação de dados entre o SQL Server e o MySQL. Nesta etapa veremos como configurar o acesso do SQL Server ao MySQL, por meio do driver ODBC. Para mais informações sobre a especificação da replicação, aconselho aos leitores verem as partes anteriores desta série que explica como replicar dados entre o SQL Server e o MySQL.

Passo 4: Criando o DSN

Antes de começar a configuração do ODBC que permitirá o SQL Server acessar o MySQL, é necessário instalar o driver ODBC chamado MySQL-Conector/ODBC versão 3.51.12, que é livre e pode ser baixado a partir do link http://dev.mysql.com/downloads/connector/odbc/3.51.html.

Uma vez que este driver esteja instalado e configurado, estamos quase prontos para configurar o acesso. Mas antes é necessário tomar as devidas atitudes para garantir a conectividade entre o servidor que está executando o Windows, do SQL Server, e o servidor que está executando o Linux, do MySQL.

Em termos de rede, o servidor Windows foi configurado com o endereço I.P. 192.168.1.3 e o servidor Linux foi configurado com o endereço I.P. 192.168.1.5. Deve-se verificar que os dois servidores se enxergam normalmente, ou seja, que há conectividade entre eles. Fazer o famoso teste do ping é o suficiente para verificar esta conectividade. Em seguida, deve-se verificar se há algum firewall entre o servidor Windows e o Linux. O driver ODBC utiliza a porta padrão 3306 TCP para se conectar ao MySQL. Esta porta deve estar liberada em quaisquer firewall que exista entre o servidor Windows e o servidor Linux.

Também é necessário configurar o MySQL para que ele aceite conexões provenientes do servidor Windows. Para realizar esta configuração, é necessário se conectar ao Linux, como o passo 2 desta série de colunas mostrou, e executar a instrução GRANT da Listagem 4.1, que concede o acesso remoto ao servidor MySQL. Notem que é necessário trocar o valor <sua_senha> do comando apresentado na Listagem 4.1 pela senha do usuário root.

grant all on *.* to root@(192.168.1.3) identified by "(<sua_senha>";

Listagem 4.1 Comando que permite o acesso remoto ao MySQL.

A partir deste ponto já podemos configurar o driver ODBC no Windows para que ele acesse o MySQL. Com o driver já instalado, devemos acessar o ícone Fontes de Dados (ODBC), que se encontra dentro do Painel de Controle e do ícone Tarefas Administrativas. Em seguida, devemos clicar na aba Fontes de dados do usuário e escolher o botão Adicionar…, que apresentará a tela da Figura 4.1.

Figura 4.1 Escolha do driver ODBC.Figura 4.1 Escolha do driver ODBC.

Na janela apresentada, é necessário escolher a opção MySQL ODBC 3.51 Driver, que já está selecionada na Figura 4.1. Utilizando esta opção dizemos ao Windows que desejamos criar um novo DSN (Data Source Name) que utiliza o driver ODBC para o MySQL. Clicando no botão Concluir temos a janela de configuração do driver ODBC, que deve ser preenchida de acordo com os valores apresentados na Figura 4.2.

Figura 4.2. Janela de configuração do Driver ODBC.Figura 4.2. Janela de configuração do Driver ODBC.

Os campos Data Source Name, Server, User e Password devem ser preenchidos para que possamos escolher um banco de dados no campo Database. É aconselhável clicar no botão Test para verificar se a conexão foi realizada com sucesso e, caso negativo, pode-se clicar no botão Diagnostics >> para verificar qual é a mensagem de erro que foi retornada pelo MySQL. Deste modo, criado um DSN chamado TestMySQL que aponta para o banco de dados REPLICA_MYSQL, que será o destino dos dados utilizados na replicação.

Passo 5: Habilitando o DSN

Após a criação do DSN que utiliza o driver ODBC para acessar o MySQL é preciso indicar para o SQL Server que este DSN pode ser utilizado em uma replicação. Para realizar este passo é preciso acessar a janela de configurações do servidor, através do clique com o botão direto do mouse no nome do servidor dentro do Enterprise Manager, e escolher a opção Propriedades, como a Figura 5.1 mostra.

Figura 5.1 Acessa as propriedades do servidor.Figura 5.1 Acessando as propriedades do servidor.

Com a janela de configurações do servidor aberta, apresentada na Figura 5.2, devemos selecionar a aba Replication e clicar no botão Configure… Esta nova janela contém as propriedades do Publicador e do Distribuidor e devemos clicar na aba Subscribers para indicar que o DSN chamado TesteMySQL poderá ser utilizado como assinante. A Figura 5.3 apresenta a janela de propriedades do Publicador e do Distribuidor, com a aba Subscribers selecionada.

Figura 5.2. Janela de propriedades do servidor.Figura 5.2. Janela de propriedades do servidor.

Figura 5.3 Janela de propriedades do Publicador e Distribuidor.Figura 5.3 Janela de propriedades do Publicador e Distribuidor.

A partir da janela apresentada na Figura 5.3, devemos clicar no botão New… para habilitar um possível novo assinante para o Publicador. Não é preciso selecionar o assinante PICHILIANI na lista, basta clicar no botão New…

A tela apresentada após o clique no botão New… mostra todos os tipos de assinantes que o SQL Server 2000 suporta: SQL Server Database, Microsoft Jet 4.0 database (Microsoft Access), OLE DB data source e ODBC Data Source. Devemos escolher a última opção, ODBC Data Source, conforme a Figura 5.4, e clicar no botão OK.

Figura 5.4. Habilitando um novo tipo de assinante.Figura 5.4. Habilitando um novo tipo de assinante.

Para finalizar a habilitação do novo assinante basta escolher o nome DSN TesteMySQL e especificar o login root com a sua senha na janela de configuração do DSN escolhido, de acordo com a Figura 5.5. Após clicar no botão OK da janela apresentada na Figura 5.5 basta selecionar o assinante TesteMySQL e clicar nos botões OK das duas janelas abertas até agora. Com esta configuração o SQL Server estará pronto para utilizar o MySQL apontado pelo DSN TesteMySQL como um assinante de uma publicação.

Figura 5.5. Especificando a conexão do DSN TesteMySQL.Figura 5.5. Especificando a conexão do DSN TesteMySQL.

Com o término do passo 5 a replicação já pode ser configurada. O próximo passo que veremos envolve a criação da publicação no SQL Server, onde especificaremos qual tabela deverá ser replicada e como.

Um grande abraço e até a próxima pessoal

  1. #1 por Valdir - 4 de setembro de 2009 em 20:39

    Muito bom

(não será publicado)