Replicação do SQL Server para o MySQL: Parte 02


Olá pessoal. Neste artigo continuamos a seqüência de passos necessários para montar a replicação de dados entre o SQL Server e o MySQL. Desta vez veremos o passo que cria o banco de dados no SQL Server, cujos dados serão replicados para o MySQL, e o passo que cria o banco de dados no MySQL, que receberá os dados do SQL Server. Para mais informações sobre a especificação da replicação aconselho aos leitores verem a primeira parte desta série de colunas.

  • Passo 2: Criando o Banco de dados no SQL Server
  •  

Neste passos criaremos um banco de dados no SQL Server que será replicado para o MySQL. Para simplificar, apenas uma tabela será criada. Esta tabela conterá duas colunas: a coluna ID, que é do tipo de dados INT e também é chave primária, e a coluna NAME, que é do tipo de dados VARCHAR(50). Aqui precisamos tomar cuidado com os tipos de dados utilizados, pois esta tabela será recriada no MySQL. Como regra, devemos sempre utilizar tipos de dados compatíveis entre os bancos de dados envolvidos na replicação.

Para criar o banco de dados e a tabela devemos nos conectar ao servidor PICHILIANI por meio da ferramenta Query Analyser e utilizar a instrução da Listagem 2.1, que cria o banco de dados REPL_MSSQL_MYSQL, a tabela TB_MSSQL_MYSQL e insere quatro linhas nesta tabela.

CREATE DATABASE REPL_MSSQL_MYSQLGOUSE REPL_MSSQL_MYSQLGO
CREATE TABLE TB_MSSQL_MYSQL(    ID INT PRIMARY KEY,     NAME VARCHAR(50))GO
INSERT TB_MSSQL_MYSQL VALUES(1,"A")INSERT TB_MSSQL_MYSQL VALUES(2,"B")
INSERT TB_MSSQL_MYSQL VALUES(3,"C")INSERT TB_MSSQL_MYSQL VALUES(4,"D")GO
SELECT * FROM TB_MSSQL_MYSQLGO

Listagem 2.1. Criação do banco de dados.

A figura 2.1 mostra a codificação da Listagem 2.1 no Query Analyser.

Figura 2.1 Codificação do código que cria a base de dados.Figura 2.1 Codificação do código que cria a base de dados.

Após a criação da base de dados é necessário clicar como botão direito do mouse sobre a pasta Databases do Enterprise Manager e escolher a opção Refresh, pois só desta maneira o novo banco de dados, chamado de REPL_MSSQL_MYSQL, será apresentado na interface gráfica.

  • Passo 3: Criando o Banco de dados no MySQL

Para criar o banco de dados no MySQL que receberá os dados do SQL Server é necessário fazer o logon no Linux e se conectar no MySQL. A Figura 3.1 apresenta o logon do usuário root no MySQL por meio do cliente de SSH chamado putty. Notem que não é obrigatório a utilização do login root para acessar o Linux e o MySQL, porém o login root será utilizado tanto no SSH como no MySQL para tornar mais fácil a explicação da replicação.

Figura 3.1 Logon no Linux por meio do SSH.Figura 3.1 Logon no Linux por meio do SSH.

Em seguida é necessário acessar o MySQL no Linux por meio do programa mysql. Uma vez conectado, devemos utilizar os comandos da listagem 3.1 para criar uma base de dados nova chamada MSSQL_MYSQL com todas as configurações padrões. Esta base de dados irá receber os dados do SQL Server por meio da replicação. Não precisamos criar manualmente a tabela que foi criada no SQL Server, pois a replicação se encarregará desta tarefa quando ela for iniciada.

CREATE DATABASE MSSQL_MYSQL;

Listagem 3.1 Comando para a criação da base de dados no MySQL

A Figura 3.2 apresenta a criação da base de dados no MySQL por meio do comando da listagem 3.1. Notem que na Figura 3.1 o comando connect; e show databases; também foram utilizados, apenas para conectar no MySQL e visualizar quais bancos de dados já existiam, respectivamente.

Figura 3.2. Criando o banco de dados no MySQL.Figura 3.2. Criando o banco de dados no MySQL.

Com isso terminamos a criação do banco de dados no SQL Server, que será a fonte de dados, e do banco de dados no MySQL, que será o destino dos dados.

Na próxima coluna veremos como configurar o acesso do Windows para o Linux, por meio do driver ODBC.

Um grande abraço e até a próxima pessoal!

  1. Nenhum comentário ainda.
(não será publicado)
  1. Sem citações ainda.